.

.
“Gay não é sinônimo de homossexualidade masculina. É apenas um movimento equivocado, que se acha porta voz de todos os homens que fazem sexo entre si.” Fraterno Viril.

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Saudades de Jack Malebranche


Jack Malebranche




Saudades do escritor Jack Malebranche, autor de ‘Androphilia: a Manifesto’ (2007). Os moralistas tremem ao saber que ele foi ‘satanista’ no passado, e isto ainda serve de munição aos ‘gays fundamentalistas’. Tal fato nunca me interessou e cada homem segue seu caminho, laico ou não.
Malebranche foi o pseudônimo de Jack Donovan. A primeira edição de ‘Androphilia’ tinha Malebranche como autor e virou item de colecionador; já as edições posteriores levam o nome de Donovan. Por que ‘saudades’ no título da postagem? Malebranche dizia coisas que me interessava e fortalecia: era ‘afiado’ e sagaz; ‘deitava e rolava’ em assuntos relacionados ao ‘gayismo’; tinha bom humor, qualidade que aprecio e que Donovan perdeu... talvez reflexo do mundo atual.
Donovan é ‘foda’ e sua fase de combate ao ‘gayismo’ já faz parte do passado. Ele agora trilha caminhos que enfatizam o ‘tribalismo masculino’, de antigos costumes viris. É um desenvolvimento natural de seu hercúleo e bem fundamentado trabalho com livros, vídeos, palestras, cursos, artigos. Depois de ‘Androphilia’, escreveu ‘Blood-Brotherhood and Other Rites of Male Alliance’, ‘The Way of Men’, ‘No Man’s Land’, ‘A Sky without Eagles’, ‘Becoming a Barbarian’. Seu trabalho visa qualquer homem do planeta, mas creio que há mais ressonância cultural entre homens norte-americanos / europeus / canadenses / australianos.
Não me excluo de seu público leitor, mas eu duvido que as ‘práticas donovanianas’ tenham alguma ressonância em meu país. Digo isto, por ser um crítico permanente do padrão médio do homem brasileiro: tosco, oligofrênico, ‘programado’, refém do ‘crescei e multiplicai’.
A violência urbana / suburbana / rural, do 1º ao 3º mundo, veio para ficar... e Donovan sabe disto. Penso nas palavras de Lawence Ferlinghetti (líder da geração beatnik e fundador da antológica livraria City Lights Books - San Francisco, EUA), ditas recentemente à Folha São Paulo: "Fronteiras serão mais porosas e o mundo vai ser tomado por hordas étnicas em busca de abrigo e comida”.
Fiquemos atentos ao site do rapaz: Jack Donovan - Masculinity and Tribalism - http://www.jack-donovan.com/axis/

Há quase uma década, Ricardo Líper divulgou pioneiramente Malebranche / Donovan aos homens brasileiros adeptos da Tradição Espartana. Reitero o que escrevi, em 2015, na página ‘Novidades Front’: “O Código dos Homens - Ed. Simonsen foi lançado cá em Pindorama. É a 1ª obra em português do Jack Donovan. Que fique bem claro: quem apresentou Donovan ao Brasil (2007) foi Ricardo Líper, acadêmico da Universidade Federal da Bahia. Fico indignado por Líper não ter sido chamado para fazer a apresentação de tal livro, pesquisador que é da virilidade distante dos ‘programados e gays’.”

Sou um orgulhoso homem oriundo (família paterna e materna) da ‘cultura rural caipira’; esta cultura sobrevive heroicamente nos estados brasileiros de MS, MT, MG, GO, SP, PR. Talvez por isto, eu tenha certa preguiça ‘macunaímica’ (vide ‘Macunaíma’, Mário de Andrade) das atuais ‘aventuras’ de Donovan. Creio que Malebranche era mais universal. Ou, quem sabe, eu tenha parado no imponderável tempo e não esteja entendendo o que se passa com Donovan e seus adeptos.
Em princípio, eu me dirijo e escrevo aos meus camaradas brasileiros, que são poucos e raros. Envaidecido e grato, eu constato que 40% de meus leitores são estrangeiros. Como estes gentis seguidores, de outros países e continentes, traduzem minhas gírias e expressões regionais?

‘Desenterro’ antigos links (resenhas, críticas, entrevistas, vídeos) de Malebranche / Donovan. Caso tenham interesse, pesquisem com a palavra chave ‘jack malebranche + androphilia’. Evitem links mencionando Jack Donovan, pois acessarão os atuais já conhecidos.
http://hooverhog.typepad.com/hognotes/2009/01/the-first-rule-of-androphilia-an-interview-with-jack-malebranche.html
http://www.thinkandask.com/2006/0302076-homo.html
http://www.amerika.org/books/interview-with-jack-donovan/
http://www.scapegoatpublishing.com/blog/2007/book-reviews/midwest-book-review-androphilia-is-highly-recommended/
http://www.wweek.com/portland/article-7053-jack-malebranche-is-totally-not-gay.html
http://www.jjmccullough.com/index.php/2011/09/09/can-gays-be-manly/
http://www.apsatanismo.org/Infernus/pdf/Infernus_009_SOL1_VI.pdf
http://vimeo.com/40527464
http://www.youtube.com/watch?v=khq3yCfQytQ&feature=related